quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O primeiro hotel-Instagram do mundo !



O 1888 Hotel é inspirado no Instagram. Fica em Sydney e os igers mais populares habilitam-se a noites gratuitas




1888 Hotel abriu em Sydney e foi pensado em modo Instagram: todo o espaço garante belas imagens de todos os ângulos, há recantos idealizados para a fotografia, as promoções e concursos focam-se nos "instagramers" e as tecnologias disponibilizadas facilitam a vida partilhada nas redes sociais.

O seu nome conjuga dois acontecimentos com 125 anos. Chama-se 1888 porque foi o ano em que o edifício foi construído. E, também porque, abençoada coincidência, foi o ano em que a Kodak lançou a sua primeira câmara. É que este novo hotel de Sydney, Austrália, faz a ponte entre espaços e tempos e evoca a fotografia como inspiração. Mas, agora, como se sabe, a fotografia é outra. Por isso, eis o primeiro hotel do mundo inspirado no Instagram, aplicação fotográfica de culto utilizada, segundo dados da empresa, por 150 milhões de pessoas.

E que será um hotel-Instagram? Antes de mais, todo o hotel — que se integra no segmento boutique e segue a fórmula estrutura histórica + design contemporâneo — foi pensado para ser o mais fotogénico à Instagram possível. Cada ângulo, cada perspectiva, cada detalhe, cada ponto de fuga, cada vista, garantem, só pode dar uma boa imagem pronta a ser partilhada. Seja sob que filtro for.

"Sempre houve uma forte e intrínseca ligação entre as viagens e fotografia. Mas o advento das redes sociais e do Instagram tornou a partilha de fotografias uma parte ainda maior da experiência do viajante", comentou Paul Fischman, director-executivo da cadeia hoteleira 8 Hoteles, detentora do 1888, ao portal Mashable.

Internet por todo o lado
Por todo o hotel, há imagens a decorar as paredes, captadas por Instagramers. Na recepção, dois ecrãs mostram automaticamente a corrente de todas as fotos partilhadas com a hashtag #1888hotel no Instagram.

Por ali, encontra-se ainda um espaço preparado como cenário de auto-retrato para os hóspedes se fotografarem quase "à antiga", com uma moldura dourada. Um "filtro" real, digamos.

Todos os espaços estão apetrechados para facilitar a vida a quem não dispensa a ligação contínua à matrix foto-social: além de abrangente Internet sem fios, os quartos estão equipados com estações preparadas para acolherem smartphones de modo a que os hóspedes possam visualizar as suas fotos nas tvs LED de 32 a 40 polegadas, antes ou depois de fazerem os seus vitais uploads. Nos quartos, está também disponível um iPad.

O registo Instagram prossegue por todos os lados: há até "Insta-mapas", mapas focados em locais nas redondezas considerados very "instagramáveis" (ou, fora do hype, cenários ideais para qualquer tipo de fotografia).

Para mais, os instagramers mais populares habilitam-se a noites gratuitas (basta terem mais de dez mil seguidores). E, mensalmente, o hóspede que captar a melhor imagem do hotel também ganha estadas.

Pequenos luxos
Para além do espectro Instagram, o 1888 tem mais que se lhe diga: fica na zona portuária de Pyrmont, o edifício é classificado como de importância histórica, oferece 90 quartos, de design entre o “limpinho” e artístico, além de bar e restaurante modernos. A estrutura assenta em sólidas e rugosas madeiras, colunas de ferro, paredes de tijolo descarnadas, janelões para arejar o olhar (e as câmaras, claro), mobiliário de design contemporâneo casado com elementos vintage. Entre as mais-valias: o átrio de decoração cirúrgica que readapta a função para que nasceu o espaço (era um armazém de lãs) e que inclui árvore “plantada” no chão, quartos com 3m de pé alto e, além das instafotos, obras de arte de artistas australianos contemporâneos.

Os pequenos luxos incluem iPads, Smart tvs ou grandes camas com roupas e wc com acessórios de luxo. A cereja no Instagram é uma cobertura com terraço privado que dá direito a belas vistas da cidade. Quanto a preços, uma noite em duplo começa em 147 dólares (108€).

"Tem sido divertido seguir as pessoas que nos seguem", comentou o responsável pelo hotel à CNN Travel. "Tivemos cá um cliente que tem mais de 650 mil seguidores no Instagram. Ele tirou uma foto no cenário para retratos e [a foto] recebeu 35 mil 'gostos'. É incrível pensar no alcance disto. E é divertido de observar".
Enviar um comentário